Saber pôr-se no lugar do outro

    885

    Ser vítima de um acidente é motivo para parar? Ser vítima de um acidente é motivo para reformular os nossos sonhos, ou razão para aproveitar todas as ferramentas que tivermos disponíveis e dar o máximo dos máximos para concretizar esses mesmos sonhos, os iniciais? No caso das pessoas com mobilidade reduzida, com direito aos mesmos sonhos que os outros, há que lhes dar condições de acessibilidade compatíveis com a sua condição… Há que lhes dar condições de acessibilidade para poderem também cumprir os seus próprios sonhos.

    As barreiras arquitetónicas são o maior obstáculo das pessoas com mobilidade reduzida. Mas, se pensarmos bem, as barreiras arquitetónicas existem por causa das barreiras mentais. Afinal, os prédios, as ruas que não têm em conta quem tem problemas de mobilidade… não se constroem sozinhos! Somos nós, seres humanos, que os criamos. E, sendo assim, e havendo seres humanos com mobilidade reduzida, por que não são as estruturas arquitetónicas também pensadas para si? Naturalmente porque falta empatia! Falta pensarmos mais nos outros. Falta aprender a imaginarmo-nos no lugar do outro.

    Um mundo mais acessível e mais inclusivo é perfeitamente possível, para além de desejável! As barreiras arquitetónicas podem ser eliminadas se combatermos as barreiras mentais de cada um de nós. Para tal, é necessário que procuremos pensar sempre “e se fosse eu?”,  “e se fosse comigo?”, antes de falarmos e agirmos. Basicamente, tudo se resolve se pusermos em ,see os cumprir. to aos nossos sonhos e todos temos o dever de afastar as barreiras que possam impedir alguprática velhas máximas como: não faças aos outros aquilo que não gostarias que fizessem contigo. E são coisas tão simples, tão fáceis de identificar: na próxima vez que forem ao shopping e virem ocupados todos os lugares no parque de estacionamento, e os de mobilidade reduzida vagos, pensem assim: “não vou estacionar ali porque posso complicar a vida de alguém que, já de si, tem a vida complicada.

    Este foi o tema da talk da Alison Jesus na edição de 2019 do TEDx Funchal que pode ser ouvida na íntegra clicando neste link:

    Este é um testemunho, um texto na primeira pessoa, com que vale a pena aprender: todos temos direito aos nossos sonhos e todos temos o dever de afastar as barreiras que possam impedir alguém de os cumprir.