Residência alternada – Perguntas e Respostas

1984
[/bg_collapse] Sim. Efetivamente, o modelo da residência alternada implica que não haja, salvo se houver acordo nesse sentido, claro, obrigação de pagamento de pensão de alimentos. É, portanto, natural, que haja pais e mães a preferirem este modelo também por razões financeiras, o que é perfeitamente justo e compreensível, já que, quando estão com a criança, estão a contribuir diretamente para o seu sustento. O que pode acontecer – existem registos destes casos, embora raros – é que um pai ou mãe manifeste preferência pela residência alternada apenas para se eximir ao pagamento de pensões de alimentos (e depois se recuse a ficar, efetivamente, com a criança nas suas semanas ou a contribuir para as despesas correntes da criança). Mas desde que o pai ou mãe resida efetivamente com a criança, assuma efetivamente os custos com a criança na sua semana e partilhe as despesas necessárias, dando à criança um ambiente saudável, não há razão para julgar motivos.

Ler artigo completo ...