MARY SHELLEY

230

Nada mais justo que duas mulheres a contarem a história de outra – Mary Wollstonecraft Godwin –  no filme, interpretada por Elle Fanning, autora de “Frankenstein”, um dos romances góticos mais extraordinários  de  sempre. Haiffa Al Mansour e Emma Jensen assinam “Mary Shelley” e assim homenageiam e reconhecem Mary Godwin, a filha do filósofo William Godwin e da primeira feminista da história, Mary Wollstonecraft, que tentou aos 18 anos publicar Frankenstein mas foi rejeitada por vários editores por ser mulher: duvidavam da autoria e consideravam o tema do livro totalmente inapropriado para uma jovem mulher do século XIX.

Ler artigo completo ...

1
2
3
4
5
Partilhar
Artigo anteriorA MULHER É UM ARCO-ÍRIS
Próximo artigoRAFI, A WRITER SEM MEDO
Capazes é uma Associação Feminista que tem como objectivo promover a igualdade de género.