Vida amargurada

3664

“Tens de casar, Susana!” Desde que fiz os trinta, tenho vindo a ser pressionada para casar e ter filhos. A sociedade sempre viu a mulher como mãe e como esposa. Mas eu nunca sonhei com isso. Nunca quis aturar um homem. Desde pequena que vivi ao lado de psicólogos, tornaram-se a minha família, pois mãe e pai biológicos nunca conheci. Morreram. Fui adotada aos nove anos, porém nunca confiei nos meus novos pais. Vivi amargurada a maior parte do tempo, mas não culpo os meus pais adotivos, ajudaram-me em tudo e ainda hoje, com oitenta anos, ainda fazem o que podem por mim.

Ler artigo completo ...