VAMOS CONGELAR O NATAL?

518

Em cima da mesa ainda restam rabanadas e o bolo-rei e, a cada refeição, os pratos vão ficando mais pequenos até desparecerem. Já nos fartámos de aspirar e, mesmo assim, continuam a saltar migalhas dos sítios mais inusitados. O Natal já passou. Devem ser as mais rápidas vinte e quatro horas do ano e, a partir de agora, ficam as memórias que, de dia para dia, serão menos cheias e mais escolhidas, não necessariamente como as sobremesas, que só sobram as menos amadas.

Ler artigo completo ...