UM MURO DE ESPERANÇA

713

Louvemos o Supremo Tribunal Indiano que em Setembro passado proibiu esta proibição (louvemos o pleonasmo!), sofrendo as críticas de quem considera que esta foi uma decisão contra o próprio hinduísmo (e ainda há quem ache que misturar os poderes – o legislativo, o judicial ou o religioso – não dá maus resultados). Mas louvemos sobretudo as mulheres do Kerala que, apesar de apedrejadas, têm insistido no seu direito de rezar em todos os locais, até em Sabarimala, o mais sagrado dos mosteiros hindus daquele Estado, o que é dedicado ao celibatário deus do crescimento, Ayyappan.

Ler artigo completo ...