#tu por mim de Maria Celeste Vieira

434

#tu por mim de Maria Celeste Vieira

Uma fotografia tua, tirada por mim? Uma tarefa difícil de concretizar. Daria o mundo e outra vida para podermos tirar uma selfie juntas. Havias de rir desse conceito, se hoje cá estivesses. Há 18 anos que não ouço o teu riso, não sinto o teu cheiro – e se há coisa que nos faz falta quando perdemos alguém é o cheiro, algo completamente único e instintivo. Um dia, como outro qualquer, acordei sem te ter a meu lado. Tive de me levantar sem te dizer ‘Bom dia’, vestir-me sem te perguntar se ficava bem, almoçar sem ter de ouvir “come mais”.

Ler artigo completo ...