PODES SER ETERNA?

34440

Aflige-me pensar que o tempo voa, não pelo medo de ficar velha e enrugada, mas porque sei que tu também o ficas. Uma ruga a cada dia. Um cabelo branco na tua e na minha cabeça. Eu tenho mais cabelo, disfarço melhor. E os meus são em menor número, separam-nos vinte anos a coleccioná-los. Aflige-me pensar que um dia não estarás aqui. Não me farás arroz de marisco só com camarão e carregado de coentros. Não me ligarás todos os dias a perguntar como estou e o que me dói hoje. É sempre às mães que nos queixamos. Aflige-me saber que um dia, inevitavelmente, terei que te perder. Podes ser eterna? Podes durar para sempre e ficar para sempre, como um bom filme ou um ainda melhor livro? Perpétua. Podes ficar guardada lá em casa até que eu própria seja mãe, depois avó e depois só um estorvo para os outros à minha volta e, ainda assim, continue a precisar de ti?

Ler artigo completo ...