PMA, SIM. TAMBÉM PELA NOSSA SAÚDE

852

 

Hoje tomou-se um passo formidável e histórico. Debelara-se, pensámos nós por momentos, a última exclusão na lei portuguesa por motivo da orientação sexual. Mas hoje é também o dia em que foi legislada a gestação de substituição e prevaleceram as mesmas premissas de razões clínicas que caracterizaram o passado recente da PMA, criando-se novamente uma discriminação, neste caso em prejuízo de homens gays ou bissexuais numa relação com outro homem ou pessoas trans. Celebremos – muito e bem – mais um passo para a igualdade e para a oportunidade de felicidade para todas as pessoas – mas sem baixar os braços.

Ler artigo completo ...