PMA, SIM. TAMBÉM PELA NOSSA SAÚDE

852

Até a esta alteração à lei, as mulheres têm sido forçadas a recorrer a várias soluções, conforme os seus recursos financeiros. As mulheres com menos recursos acabam por recorrer às opções com mais riscos para a sua saúde, tais como as que referi. As com mais recursos ou depois de anos de poupança vão a Espanha ou a outros países, com o peso extra do stress que implica a marcação de hotel e avião em cima da hora e o cansaço da viagem. Tal como acontecia com a interrupção voluntária da gravidez (IVG) vão ao estrangeiro, mas ironicamente por motivos totalmente opostos. E tal como com a IVG, a proibição da PMA nunca impediu, somente dificultou e colocou também, mesmo que noutro grau, a saúde de muitas mulheres em risco.

Ler artigo completo ...