O NATAL LONGE DO NOSSO PAÍS 

368

Nestes últimos anos, em que me encontro fora do país, já não sinto que o meu Natal seja o mesmo. Infelizmente perdeu um pouco da sua magia porque não consigo estar presente na mesa da Ceia de Natal. Não consigo decorar a árvore com a família, não consigo abrir os presentes à meia-noite. A verdade é que uma sensação de nostalgia e mesmo de culpa passou a estar sempre presente nestas ocasiões. A saudade toma conta de tudo e começamos a imaginar o que estaríamos a fazer naqueles momentos se estivéssemos no nosso país, com a família e os amigos. Estar longe não é fácil, nunca vai ser. Perdemos um pouco da nossa identidade, do nosso ADN. Somam-se a isso as dificuldades relacionadas com a adaptação a uma cultura diferente, uma língua diferente. É precisamente nestas épocas especiais como aniversários, Natal e passagem de ano que a situação fica mais complicada. O que fazer? Não há uma fórmula milagrosa. Para mim o importante é, mesmo longe… estar perto.

Ler artigo completo ...