O NATAL LONGE DO NOSSO PAÍS 

355

Digam o que disserem o espírito de Natal é único. Sempre foi o que senti. Dezembro vai ser sempre o meu mês preferido. Faço anos, é Natal, e logo a seguir vem a passagem de ano. Infelizmente existe muita gente que passa o Natal longe dos seus e que se desencantou por completo: “é um dia como os outros.”, “o Natal é só consumismo”, ” já nem me lembro, é só para os miúdos”. Para mim não. Não partilho desta opinião e recuso-me a pensar assim. Recordo com carinho todos os natais. Desde a decoração da árvore com o meu irmão, as bolinhas de chocolate que pendurávamos na árvore, a estrela no topo. Na lareira os sapatinhos. As luzes! Espalhavam magia, as luzes a piscar. No dia, a confeção dos pratos, o cheirinho a canela, as rabanadas, os sonhos, o bacalhau. A lareira e o seu calor. As risadas da família reunida. A meia-noite e as trocas de presentes. Quem somos nós sem as nossas memórias?

Ler artigo completo ...