O MENINO-HOMEM QUE ME SALVOU A VIDA

3133

E fui mal tratada. Por aquele que devia proteger-me e incentivar a minha recuperação plena e a minha força na dor física dum problema renal. Pelo contrário, motivou o abuso de outros machos-alfa (supostamente), e mulheres presas à culpa, à agitação, ao machismo temeroso, eticamente comprometido, ansiosamente conservado. E a criatura, muitíssimo mal rodeada, desenvolveu somente um jeito de perturbação de quem não se quer conhecer a fundo, um medo veloz de existir e da responsabilidade que obriga a ser-se competente, em vez de apenas ser-se o macho triste e vazio que sempre foi.

Ler artigo completo ...