O MENINO-HOMEM QUE ME SALVOU A VIDA

3133

Long story short, volvidos 5 duros anos de triste jurisprudência, de erros graves institucionais, de isolamento e sofrimento atroz, de resistência e de menor gasto energético em nome da saúde, de stress pós-traumático, de diversas consequências físicas óbvias e previsíveis, de busca por apoio dos melhores, de sobrevivência pura e dura, assim como de proteção e educação correta daquele que foi a maior prioridade da minha vida, o menor, depois de cinco duros anos, dizia eu, e ainda não satisfeito com os estragos anteriores, surge poderosa a criatura com a continuidade do completo desrespeito, desprezo e diminuição da minha pessoa, da figura feminina forte e maternal, que naquele triste ser incomodava, e que portanto, deveria levar com novo golpe, agora descaradamente exibicionista:

Ler artigo completo ...