Muito mais é o que nos une que aquilo que nos separa

1549
Hoje é o dia das putas, das castas, das virgens, das frígidas, das ninfomaníacas, das grávidas, das estéreis, das fecundas, das que não querem ser mães, das mães que o foram, das filhas e afilhadas, das dondocas, das porteiras, das empresárias, das domésticas, das funcionárias, das ricas, das pobres, das remediadas, das que cuidam, das que escolhem outra coisa, das que podem tudo, das que não podem nada, das que gritam, das caladas, das corajosas, das que não o são, das preguiçosas, das niilistas, das viciadas no trabalho,  das espertas, das burras, das assim assim, das betas, das caridosas, das púdicas, das descaradas, das tímidas, das que se acham pouco, das que se sabem muito, das gordas, das feias, das gordas bonitas, das magras feias, das que apanham e que reajem, das que se ficam, das resignadas, das destroçadas, das optimistas, das amigas, das que não se podem ver, das opinativas, das doutoradas, das iletradas, das glamorosas,, das doces, das agrestes, das antipáticas, das virtuosas, das cínicas, das altruístas, das artistas, das que não fritam um ovo, das fadas do lar, das baldas, das troca-tintas, das indecisas, das que se safam com os restos, das que exigem o melhor,  das que jardinam, das que deixam morrer um cacto, das que pendem para as comédias românticas, das que preferem zombies, das que se vestem de preto, das que têm o arco íris na pele, das ciganas de alma, das nómadas, das caseiras que vivem para o ninho, das que nasceram num corpo de homem,  das que não sabem o que são, das que têm pilinha, das excêntricas, das excessivas, das moderadas, das apagadas, das sem-abrigo, das que moram em palacetes, das da Transtejo às cinco da manhã, das que picam o ponto quando lhes apetece, das que fazem muito, das que fazem pouco, das que dão tudo, das que gastam demais, das ocas, das tontas, das profundas; das que invejamos, das que criticamos, das que subestimamos, das que tão facilmente julgamos porque não correspondem aos padrões que nós, mulheres, achamos que devem ser os nossos, das mulheres.

Ler artigo completo ...