Memória e Resistência LGBTI durante a ditadura portuguesa, uma obra de Raquel Afonso

402

Segundo a autora, “a partir da segunda metade do século XX, o movimento feminista e o movimento de liberação sexual lideraram o processo de politização das sexualidades, denunciando a marginalização e repressão a que as minorias sexuais estiveram sujeitas. Em Portugal, o estudo acerca da não-heterossexualidade tem um início mais vincado a partir da década de 90 do século XX, muito por influência do nascimento do movimento LGBT, ao contrário de outros países, nomeadamente os Estados Unidos, que têm como marco de início de movimento os riots de Stonewall, em 1969.

Ler artigo completo ...

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
Partilhar
Artigo anteriorAbstenção
Próximo artigoHá sempre qualquer coisa
Capazes é uma Associação Feminista que tem como objectivo promover a igualdade de género.