JULGADA POR FALAR. MORTA, SE CALAR.

4356


Não é de espantar. Quem quer acreditar que um pai utilize o seu filho ou filha como objeto sexual? Quem quer acreditar no impensável? Eu não (queria). É muito mais reconfortante assumir a mentira da mulher ardilosa e oportunista. Afinal, a mulher tem sido ardilosa desde que conseguiu que Adão fosse expulso do paraíso. É esta a narrativa do ideário social comum: a mulher mente, a mulher manipula, o ardil é o talento característico da mulher.

Ler artigo completo ...