Infanta D. Beatriz – Uma mulher Capaz nos Descobrimentos Portugueses

1292

Os anos que se seguiram à nomeação de D. Beatriz como governadora temporal da Ordem de Cristo foram anos complicados, de guerra entre Portugal e Castela, resultante da intromissão de D. Afonso V na sucessão de Henrique IV de Castela. Apesar dos membros da casa de Viseu-Beja não terem participado diretamente na batalha de Toro, os efeitos desta guerra foram grandemente sentidos pela Casa, particularmente nos seus domínios atlânticos, quer pelo ataque direto aos arquipélagos, quer através da diminuição dos rendimentos da Ordem de Cristo, que recebia a vintena do comércio da Guiné. Isabel, a Católica, reclamando direitos de soberania sobre a Guiné, almejando subverter a hegemonia naval e desafiar o controlo de Portugal sobre o comércio africano, aproveitou este momento para desencadear uma ofensiva contra as possessões ultramarinas portuguesas.

Ler artigo completo ...