Infanta D. Beatriz – Uma mulher Capaz nos Descobrimentos Portugueses

1023

Beatriz foi também eleita como garante do cumprimento de inúmeras das premissas do tratado, inclusive as que equilibravam as sucessões nos tronos castelhano e português, tendo sido ela a escolhida para guardiã de D. Isabel (filha dos Reis Católicos) e do seu neto, D. Afonso (filho do príncipe D. João, futuro D. João II), nas terçarias de Moura. Isto implicava que D. Beatriz entregasse a Castela o seu filho D. Diogo, duque de Viseu, como refém durante um ano e meio, após o qual poderia ser substituído pelo seu irmão mais novo, e herdeiro, D. Manuel e pelo filho mais velho do 3º duque de Bragança, D. Filipe, que era seu neto. D. Beatriz fez o que pôde para evitar enviar o titular do ducado para Castela, alegando questões de saúde, e enviando primeiro o filho mais novo, Manuel.

Ler artigo completo ...