E AGORA TODAS

1042

Mas quando falamos de futuro, tudo muda. A partir do momento em que a possibilidade passa a existir, é real, também se altera o modelo. A, 28 anos, reforça “É a liberdade da escolha que me garante a igualdade a qualquer outra mulher hetero casada ou em união de facto. O modelo ideal seria poder decidir e tomar decisões quanto à forma como quero constituir família de forma consciente e livre sem ter um Estado castrador.” Para R, cujo projeto de vida passa necessariamente pela PMA, diz-nos claramente como ter a possibilidade nas mãos é muito diferente: “até agora não tinha encontrado a pessoa com quem queria ter uma família…mas se a tivesse encontrado há mais tempo e se a PMA fosse possível para nós… acho que sim! Porque não seria uma realidade distante, à distância de um avião. Seria uma coisa próxima, com a qual sempre teria vivido. Era um direito com o qual sempre teria crescido.

Ler artigo completo ...