DIÁRIO DE UMA FIBROMIALGIA QUE NÃO ME VENCE! – PARTE II

1441

Na terça-feira começou a chover enquanto estávamos a fazer o treino, a água gelada parecia pequenos vidros a entrarem no corpo, a roupa ensopada fazia-me doer os joelhos, ombros e pescoço… tive de voltar e deixar o grupo. A sensação de frustração e a força que estava a fazer para as lágrimas não caírem, para não dar ainda mais parte fraca, para me mentalizar que tive mesmo de desistir, que não tinha outro caminho, não foi fácil. Nunca é fácil gerir o sentimento de frustração e de desistência. Nunca, em momento algum, desisti de uma prova, por mais dura que estivesse a ser, e vi-me obrigada a desistir de um treino.

Ler artigo completo ...