As palavras que matam

734
Sou sombra, sou fumo. Já não há nada para destruir. Mas também, já não há nada para viver.

Ler artigo completo ...

1
2
3
4
5
Partilhar
Artigo anteriorA vítima é a única inocente
Próximo artigoMelanie Cleese