As Bruxas

540


Pequenos e pequenas


Ouvi com atenção


A história que vos vou contar


Não são lindas fadas


Vivendo encantadas


Mas bruxas que deveis evitar


Têm os seus deuses


Rezam as suas preces


Para pessoas de bem assustar


Fugi, escondei-vos


Da sua magia


Elas não são como vós


Não calçam sapatos


Não comem em pratos


Mas vivem rodeadas de gatos


Fazem rituais


Sacrificam animais


Elas vivem fora da moral


Por isso pequenos


Não esquecei


Da história que vos contei


Mãos no trabalho


Olhos no soalho


A vida não é feita de sonhos


Mas…


Do lado de lá


De fora da estrada


Mal nasce a estrela doirada


Estão elas sublimes


Fora dos regimes


Tocando uma guitarrada


Brincando, sorrindo


Correndo, cantando


Não têm medo de nada


E seguem felizes


Embaladas por sonhos


E dançando com a bicharada


A floresta é minha mãe


Não me curvo perante ninguém


Um homem não me subjuga


Uma corrente não me amarra


Olhos no céu


Por fora do véu


Não tenho medo de nada


Sou árvore, sou flor


Sou rio, sou dor


Não tenho medo de nada